Posts Marcados Corel Draw

Saída CMYK no Inkscape a caminho

Alguns membros da comunidade brasileira do Inkscape (especificamente: Felipe Sanches, Farid, Jonata Bolzan e Cezar Farias) formularam uma especificação para desenvolvimento do suporte a CMYK no Inkscape, que já começou a ser implementada por nosso amigo Felipe Sanches, o Juca.

O Inkscape já tinha o seletor CMYK desde sua criação e o suporte a perfis de cores foi completado com ajuda de Juca para a versão 0.47, mas o Inkscape ainda registrava apenas valores RGB no SVG e não gera saídas em CMYK. Na versão de desenvolvimento, nos repositórios do projeto, já temos o Inkscape registrando valores CMYK no arquivo SVG e esperamos ter uma saída neste espaço de cor para gráficas na versão 0.48.

Ajude este projeto doando qualquer valor clicando neste link: CMYK NO INKSCAPE.

Fonte: http://softwarelivre.org/portal/saida-cmyk-no-inkscape-a-caminho

Anúncios

, ,

Deixe um comentário

Baixando e Compilando a Última versão do Inkscape

Tenha em sua máquina instalado o Subversion, no Ubuntu ou variantes do Debian, um simples

$ sudo apt-get install subversion

Aproveite e instale as dependências com o comando a seguir:

sudo apt-get install build-essential autoconf automake intltool libglib2.0-dev libpng12-dev libgc-dev libfreetype6-dev liblcms1-dev libgtkmm-2.4-dev libxslt1-dev libboost-dev libpopt-dev libgsl0-dev libaspell-dev

Opcionalmente você pode instalar os próximos programas:

Para suporte ao Poppler:

sudo apt-get install libpoppler-dev libpoppler-glib-dev

Para outros recursos:

sudo apt-get install libgnome-vfsmm-2.6-dev libssl-dev libmagick++9-dev libwpg-dev

Em seguida abra um terminal (Aplicativos >> Acessórios >> Terminal) e passe os seguintes comandos.

svn co https://inkscape.svn.sourceforge.net/svnroot/inkscape/inkscape/trunk inkscape

Esta operação demora um pouco dependendo da sua conexão com a internet, será criado em seguida um sub-diretório no diretório atual com o nome inkscape, ainda com no terminal, entre dentro deste sub-diretório, claro, assim que for terminado o download ($ cd inkscape), dentro do sub-diretório passe o comando abaixo:

./autogen.sh

./configure

make

make install

Opcionalmente você pode definir o diretório onde deseja que os arquivos compilados fiquem, para isto use o parâmetro prefix juntamente com o comando ./configure como a seguir:

./configure  –prefix=/home/seu diretório/local qualquer

e caso você tenha um CPU AMD, e ainda por cima, um K8 e melhor ainda, quer usar todos os recursos de compilação para este processador adicione o seguinte parâmetro antes do comando ./configure:

CHOST=”x86_64-pc-linux-gnu” CFLAGS=”-march=k8 -msse3 -O2 -pipe” CXXFLAGS=”${CFLAGS}”

Caso seja um Intel i686 por exemplo um Celeron ou PIII ou P4 faça assim:

CHOST=”i686-pc-linux-gnu” CFLAGS=”-march=native -msse3 -O2 -pipe” CXXFLAGS=”${CFLAGS}”

Assim como no exemplo abaixo:

CHOST=”x86_64-pc-linux-gnu” CFLAGS=”-march=k8 -msse3 -O2 -pipe” CXXFLAGS=”${CFLAGS}” \

./configure

Com este comando você estará turbinando sua compilação, mas, caso tenha algum erro, use o modo simples mesmo. É isto mesmo, bons desenhos.

Editado: 02/08/2010

--prefix=/home/yourname/opt/local

, , , , , , , ,

1 comentário

Importando Corel v7 a X4 no Inkscape

Existe nos repositórios um pacote que usa a engine do projeto SK1 para permitir ao Inkscape abrir diversos tipos de arquivos, entre eles os CDR, CDT, CCX, CDRX e CMX do aplicativo comercial CorelDraw, este pacote é escrito em linguagem Python e tem o nome de UniConvertor.

UniConvertor

O UniConvertor é um tradutor universal de gráficos vetoriais, é uma ferramenta de linha de comando que usa o modelo de objeto do SK1 para converter um formato para outro.
O Uniconvertor é usado nos projetos Inkscape e no Scribus como uma ferramenta externa para importar arquivos.

O projeto SK1

O projeto SK1 é um programa de ilustração open-source que pode substituir suítes profissionais e proprietárias como é o caso do Corel Draw e do Adobe Ilustrator, o SK1 é multiplataforma e suporta publicações profissionais como perfil de cores CMYK, separações e perfis de cores ICC.

No Ubuntu você simplesmente passar o comando a seguir e seu Inkscape já está abrindo os arquivos do Corel Draw e do Ilustrator:

$ sudo apt-get install python-uniconvertor

Esta dica é útil principalmente para aqueles que compilam o Inkscape a partir do fonte adquirido no SVN do projeto.

Veja abaixo uma lista dos arquivos que o UniConvertor permite ao Inkscape importar e exportar.

Import filters: Export filters:
  • CorelDRAW ver.7-X3,X4 (CDR/CDT/CCX/CDRX/CMX)
  • Adobe Illustrator up to 9 ver. (AI postscript based)
  • Postscript (PS)
  • Encapsulated Postscript (EPS)
  • Computer Graphics Metafile (CGM)
  • Windows Metafile (WMF)
  • XFIG
  • Scalable Vector Graphics (SVG)
  • Skencil/Sketch/sK1 (SK and SK1)
  • Acorn Draw (AFF)
  • AI (Postscript based Adobe Illustrator 5.0 format)
  • SVG (Scalable Vector Graphics)
  • SK (Sketch/Skencil format)
  • SK1 (sK1 format)
  • CGM (Computer Graphics Metafile)
  • WMF (Windows Metafile)
  • PDF (Portable Document Format)
  • PS (PostScript)
Site do projeto SK1: http://sk1project.org

, , , , , ,

Deixe um comentário

Corel Draw – Codeweavers – CrossOver Linux

  • O CrossOver Linux
  • O Wine
  • Instalando o CrossOver Linux
  • Instalando Programas Essenciais
  • Instalando Corel Draw e Conclusões

O CrossOver Linux.

Há algum tempo atrás adquiri uma licença do Codeweavers para fazer uso do CrossOver Linux, na época me lembro que ainda chamávamos o projeto de CrossOver Office, pois sua principal aplicabilidade era em rodar o Microsoft Office, uma outra coisa que mudou foi o valor da licença, mas leve para o lado bom, hoje o software roda a maior parte dos principais software para o Windows da Microsoft! Vale mesmo a pena, isto é, se você tem uma empresa ou é um profissional liberal, ou até mesmo um estudante, a licença custa hoje a importância de: US$39.95 o que equivale hoje à R$78,56, segundo o mecanismo de cálculos do Google.

Com o CrossOver da Codeweavers você pode rodar os softwares compilados para o Windows da Microsoft em um ambiente Linux/Gnu, Macintosh (Intel Mac OS X) e também rodar os mesmos softwares em um Solaris assim como diz o site da empresa, http://www.codeweavers.com/products/.

E como ele faz isto? Simples, não, não tão simples assim, para que isto acontecesse foi necessário um grande trabalho por parte da equipe desenvolvedora do Wine para que o CrossOver funcionasse perfeitamente assim como funciona.

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

6 Comentários

  • Follow Carl Roberson's on WordPress.com
  • Fallow me
  • Linux 20 Anos
  • Ubuntu LTS Trusty Tahr

    Lançamento da versão LTS do Ubuntu20 de abril de 2014
    Ubuntu LTS Trusty Tahr Chegou!!! http://www.ubuntu.com/download/desktop
  • Grafica Livre

  • O que estou lendo agora

  • Na minha estante me aguardando


    Literatura
  • Bookmark and Share