Arquivo para categoria Internet

E quando seu servidor não tem suporte à NameServer?

E quando seu servidor não tem suporte à NameServer?
E o registro.br pouco se importa com isso.

Comprei acesso a um servidor novo, um destes servidores tipo Amazon, além do acesso à uma máquina virtual, eles me deram um IP fixo no entanto público e a possibilidade de criar cinco nomes de sub-domínio.
Depois de instalar o Apache na máquina virtual eu fiz o redirecionamento por CNAME lá no Registro.br, mas, para minha surpresa o Registro.br, única entidade responsável pelos domínios terminados em .br não suporta caracteres curinga no host tão pouco a ausência deles, então, sendo assim, toda vez que alguém digitasse o nome do site sem o WWW não seria possível acessar o serviço, ou ainda se digitar errado o WWW também não acessaria o serviço.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

Deixe um comentário

Android Device Manager, localiza seu celular roubado/perdido

O Android Device Manager (ADM) é uma ferramenta que vem instalado nas novas versões do seu smartphone Android que permite a você encontrar seu gadget caso você seja roubado ou tenha perdido ele.

Android Device Manager

Leia o resto deste post »

, , , , , ,

3 Comentários

Vale a pena programar para o Internet Explore?

Todo Programador Web se deparou com um clássico problema, o Internet Explore, programar pra ele tem se tornado cada dia um problema maior, a falta de recurso e aceitação dos padrões da Web cada vez mais temos que desaprender para satisfazer um pequeno grupo de usuários.

É de se ficar chocado com o fato de ter que usar hacks css o tempo todo para o então famigerado Internet Explore, mas, será que vale mesmo a pena perder tanto tempo reprogramando, reinventando, usando hacks css, quebrando a cabeça? Eu estou aqui para te dizer que não, vejamos o que me fez pensar assim.

Usando estatísticas coletadas em todo o ano de 2012 e até setembro de 2013 por um dos mais acessados sites da web [1] cheguei a esta conclusão, não vale a pena reprogramar para o IE, afinal, tem muito pouca gente usando ele, as estatísticas mostram que ele não é usado pela metade das pessoas que usam o Firefox, por exemplo, e olha, que é juntando todas as suas versões desde a seis e já faz muito tempo! Não só ele, mas, também o Safari e o Opera, sorte é que estes dois últimos não requerem hacks para compreender css e html5.

Captura de tela de 2013-10-15 15:27:12

Leia o resto deste post »

, ,

2 Comentários

Compactando uma página HTML antes de mostrá-la ao usuário

Compactando uma página HTML antes de mostrá-la ao usuário

Eu sempre quiz enviar a página final para o usuário compactada, quis isto para, economizar banda e reduzir tráfego, imagine a situação de uma página ter 512kb acessada por 100 usuários suponhamos a cada 10 minutos isto daria um tráfego enorme para um servidor simples

((512kb/1024)MB*100) a cada 10min

por hora algo em torno de 300MB. Uma forma de fazer isso seria compactar todo o código no servidor nas requisições do usuário, porém, isto gera alguns erros com alguns javascripts, teriamos que ter um código que faça uma compactação seletiva, por exemplo, algum algorítimo que compactasse somente os dados abaixo da tag de fechamento do cabeçalho ou início do corpo da página, mexendo no php.net compreendi como o PHP monta o HTML para o usuário e como ele manuseia o buffer, sendo assim, fácil implementar um compactador usando a função preg_replace, foi o que fiz, veja o resultado abaixo:

ob_start("compactar");
function compactar($b) { 
		$b = preg_replace('!/\*[^*]*\*+([^/][^*]*\*+)*/!', '', $b); 
		$b = str_replace(array("\r\n", "\r", "\n", "\t", '  ', '    ', '    '), '', $b);
		return $b;
}

ao final da página deve ser colocada a função ob_end_flush();.

Eu tenho usado esta função em alguns casos no início das páginas PHP e em outros casos acima do <body> , notei que alguns javascripts não gostam de serem desidentados. Tem funcionado perfeitamente e reduzido o volume de tráfego no servidor, o que devo fazer agora é remover todo o código javascript que está no index e colocá-lo separado. Quanto ao CSS, este não mostrou problemas algum.

Escrito por Roberson Carlos robersonfox at gmail.com 17/09/13

Written with StackEdit.

Deixe um comentário

Sistemas de arquivos e sistemas de arquivos

Da necessidade de montar um servidor Squid e um FTP na mesma máquina veio minha curiosidade: Qual o sistema de arquivos mais adequado para este.

Na teoria uma interface SATA II passa até 300MBs então se eu tenho um arquivo de 600MB eu conseguirei transferir este, por exemplo, da minha área de trabalho para o diretório /tmp em 2 segundo, na teoria, pois na realidade nós sabemos que isto não acontece, e isto ocorre por vário motivos, entre eles está a má qualidade do barramento da placa mãe, um Kernel mal projetado (no caso do Windows), um Shell mal projetado enfim, porém, vamos supor que a teoria aqui funcione perfeitamente e precisamos usar ela pra poder fomentar um tabela, precisamos de um ponto base para fazer os comparativos, levando em conta que todos os testes serão feitos na mesma máquina, com o mesmo barramento e com o mesmo disco rígido, os dados recebidos poderão ser analisados e terão veracidade.

Para estes testes estou usando uma arquitetura que imaginei hoje cedo, um P4 com dois HDs, um para o sistema operacional e outro para os testes, assim, não terei problema algum com os processos do Kernel usando os diretórios do sistema.

Imaginei esta arquitetura, pois, este servidor que estou montando irá usar sucata, sim, sucata, restos de computadores que eu fui juntando, como disse acima é um P4, dois discos rígidos SATA II, três placas de rede, fonte ATX 640, MB ASROCK.

Num sistema com RAID0 os dados são quebrados e enviados para os dois discos rígidos, ou seja, um arquivo de 600MB demoraria 1seg para ser transferido de um lugar para outro, num sistema normal demoraria 2seg como já informado acima. Acontece que o RAID tem suas complicações, uma delas me impediu de dar sequência e foi o fato dos meus HDs terem tamanhos diferentes, segundo a literatura para ter um RAID eficiente e sem perdas de performasse e peso é preciso ter HDs idênticos e se possível da mesma marca.

Robersonfox Desktop Ubuntu

Neste sistema que imaginei hoje cedo para meu servidor eu poderia chegar a uma velocidade semelhante a esta, veja bem porque, imagine um cliente do FTP fazendo um download de um arquivo, o SQUID fazendo seu cache e o sistema fazendo seus processos, todos trabalhando no mesmo HD, tudo iria pra a pilha do HD e iria demorar a escrever os dados, levando em conta que este HD tenha um disco e duas cabeças de leitura/gravação, isto causaria um certo estresse no sistema, agora imagine o SQUID num HD e o FTP em outro, o sistema em um terceiro ou juntamente com o SQUID porém em uma partição separada de um tipo diferente, neste casos os arquivos seriam copiados por inteiro e as funções seriam divididas pelos HDs desta forma causando menos estresse ao mesmos, as complicações das transferências são feitas pelo sistema, nós não precisamos nos preocupar com isto. Pois bem, até aqui conseguimos uma forma de aumentar a velocidade de gravação, mas, uma coisa tem que ser salientada, ela foi mencionada poucas vezes neste documento, estou falando do sistema de arquivos, qual seria o melhor sistema de arquivos para o sistema, qual seria o melhor para o server FTP e para o SQUID? Vamos lá, vamos pensar um pouco, o SQUID trabalha com muitos arquivos pequenos, o FTP com arquivos grandes e o sistema não se tem uma ideia certa. Segundo a literatura o EXT4 trabalha muito bem com arquivos de qualquer tamanho, então este fica para o sistema, o ReiserFS trabalha muito bem com arquivos pequenos e o XFS com arquivos grandes, então FTP -> XFS, SQUID -> REISER4, SISTEMA -> EXT4, segundo meus testes o mais rápido de todos foi o XFS seguido pelo JFS e depois o HFS plus movendo um arquivo de 732,80MB, a tabela ficou assim:

1o  XFS moveu 64,655MB/s
2o  JFS  moveu 62,504MB/s
3o  HFS+ moveu 59,562MB/s

A diferença entre o XFS e o HFS+ é enorme, para arquivos grandes. Já para arquivos pequenos a o HFS+ e o JFS ficaram na frente, o JFS ficando em primeiro lugar novamente.

1o JFS 0,003 segundos para mover um arquivo de 16.924 bytes.
2o HFS+ 0,003 segundos para mover um arquivo de 16.924 bytes.
3o XFS 0,048 segundos para mover um arquivo de 16.924 bytes.

Os testes foram feitos 10x, o tempo total de cada um foi somado e dividido por 10 para se ter a ideia do tempo exato que estes gastariam para transferir o arquivo.

Existem boatos de que o XFS tem sérios problemas com perda de dados, inclusive mencionam não usar este sistema de arquivos em computadores pessoais, não encontrei a fonte que diz isto, este sistema de arquivos se mostrou poderoso quando se deve trabalhar com arquivo grandes, é inclusive o único sistema de arquivos do meu conhecer que suporta até 8 exabytes de armazenamento em uma arquitetura 64bits. O JFS é muito seguro e se mostrou muito rápido é particularmente meu favorito e é suportado pela IBM em seus servidores. Já o HFS+ foi decepcionante, tem suas qualidades mas eu acho que nunca as usaria em um servidor como este que estou montando é o sistema de arquivos criado pela Apple Inc. para substituir o antigo HFS. O EXT4 para movimentar arquivos com permissões e tamanhos diferentes continua sendo o melhor. Não fiz o teste com o ReiserFS pois ele é incompatível com meu Kernel e porque não se sabe bem do futuro dele depois do incidente de Hans Reiser.

Related articles

, , , , , ,

1 comentário

Para alegria de uns, tristeza de outros, Thunderbird foi confirmado como programa de Email padrão no Ubuntu 11.10

Depois de ficar tanto tempo na expectativa de um dia ser o aplicativo padrão de e-mail do Ubuntu, foi anunciado oficialmente por Mike Conley em seu blog, o responsável por levar o Thunderbird ao Ubuntu, que este passaria a ser na próxima versão.

“O primeiro Alpha foi somente para se ter uma ideia de como o Thunderbird funcionaria como cliente padrão, e para reunir feeedback. A qualquer hora, a Canonical poderia voltar para o Evolution, mas, eles mostraram seus polegares para cima e eles estão completamente a bordo.”

Para quem está preocupado com a integração entre o Cliente de e-mail e o Ubuntu que atualmente não existe na versão 11.04 ou inferiores, não se preocupem, pois, a nova versão contará com integração de ambiente de vários elementos da área de trabalho como: presença no menu de mensagem, ícone lançador no Dock do Unity entre outros, o que não vi ainda foi o calendário, e também a sincronização entre o calendário e o Gmail que por hora pode ser contornado com a extensão Lightning.

Para quem não gosta do Thunderbird o Evolution será facilmente instalável pelo Software Center.

Fonte: http://mikeconley.ca/blog…default-e-mail-client-for-ubuntu-oneiric

, , , , , , ,

1 comentário

Usar duas instâncias do apache em portas diferentes.

Pesquisei por tona a net e não encontrei um howto, em português, para fazer o apache escutar duas portas diferentes, assim sendo, tive que colocar a mão na massa e comecei por ler os “man pages“.

Caso você esteja passando pelo mesmo sufoco que passei siga atentamente os passos abaixo: Leia o resto deste post »

, , , , ,

2 Comentários

Corrigir erro: DBLua error: Got error 28 from storage engine

Caso você tenha enfrentado problemas em sua base de dados e ela tem mostrado o erro “Got error 28 from storage engine“, faça os procedimentos abaixo para solucionar:

Em seu painel de administração (cpanel), abra o o Mysql Databases, pode ser o PHP My Admin ou equivalente,

nele marque todas suas tabelas e escolha reparar, desta forma o erro será corrigido.

Você pode também usar o comando REPAIR TABLE <tabela>, isto, caso você tenha acesso ao terminal Mysql.

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Firefox 5 no Ubuntu 11.04

Mozilla Firefox Icon

Image via Wikipedia

Nem bem usamos o Firefox 4 e a Mozilla já nos presenteia com uma nova versão, apesar de não haver muitas novidades vale muito apena instalar esta, pois ela corrige vários bugs da versão anterior, para tal faça:

sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-mozilla-security/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get dist-upgrade

em um terminal, reinicie o Firefox que você está usando para ler este post e pronto, você tem a nova versão.

A propósito, após a instalação ficou em inglês, pois as extensões de tradução não foram compatíveis, para corrigir passei o comando:

sudo apt-get install firefox-locale-pt

, , , , , ,

2 Comentários

Satélite europeu exclusivo para banda larga já está em órbita

Satélite da Eutelsat que explora banda Ka deverá atender até 2 milhões de lares em regiões rurais e montanhosas conhecidas como ‘not-spot’.

O acesso de banda larga de alta qualidade para toda a Europa ficou mais perto da realidade esta semana, depois que o segundo satélite europeu voltado a prestação de serviços de Internet foi lançado.

Os estimados 20 milhões de europeus que vivem nos chamdados “not-spots” (principalmente em áreas rurais e montanhosas) não podem ter uma conexão decente de banda larga. Mas o Ka-Sat pretende mudar esta situação por meio de transmissões focadas.

Leia o resto deste post »

1 comentário

  • Follow Carl Roberson's on WordPress.com
  • Fallow me
  • Linux 20 Anos
  • Ubuntu LTS Trusty Tahr

    Lançamento da versão LTS do Ubuntu20 de abril de 2014
    Ubuntu LTS Trusty Tahr Chegou!!! http://www.ubuntu.com/download/desktop
  • Grafica Livre

  • O que estou lendo agora

  • Na minha estante me aguardando


    Literatura
  • Bookmark and Share