IDG NOW -> Artigo: Não conte com a Oracle para manter vivo o OpenOffice


Em sua guerra ao open source, empresa processa a Google com seu Android e coloca dúvidas sobre o OpenSolaris; o OpenOffice estaria em perigo?

Em janeiro passado, a consultoria holandesa Software Improvement Group alertou entidades governamentais a não implantar o OpenOffice.org como suíte de escritório até que a Oracle mostrasse o comprometimento – e o investimento – que teria com o software tal qual a Sun Microsystems fizera.

Na época, como se sabe, a Oracle estava quase adquirindo a Sun, que por muito tempo fora o principal patrocinador da solução de produtividade da comunidade open-source.

Passados sete meses, parece que a advertência, vista como cautelosa no começo do ano, tinha suas razões. Não só a gigante está processando a Google pelo uso da linguagem Java em seu Android, como também colocou o OpenSolaris, versão de código aberto do sistema operacional Sun Solaris, na corda bamba.

Definitivamente, a Oracle está declarando guerra ao open-source. Em outras palavras, os clientes corporativos que usam tais programas têm diversos motivos para ficarem preocupados.

Desenvolvimentos paralelos
O OpenOffice não é o único software em perigo. Há também o MySQL, por exemplo, que deverá sofrer com o humor instável da Oracle.

A diferença para este último, no entanto, é que já existem programas similares em desenvolvimento pela comunidade open-source, além de serem completamente independentes em relação à Oracle. Dentre eles, o de maior destaque é Drizzle, mas o Percona e o MariaDB também merecem atenção.

Para o OpenSolaris, por sua vez, existe o projeto Illumus, recentemente anunciado pela Nexenta, que pretende se tornar uma alternativa autônoma ao sistema operacional.

40 milhões de downloads um futuro incerto
Para o OpenOffice, no entanto, não há tanta perspectiva, apesar de sua popularidade. Em 2005, o software ultrapassou a marca de 40 milhões de downloads e, hoje em dia, estima-se que a suíte de produtividade detenha 10% do mercado.

Por ser open source, não tendo de ser adquirido, é difícil provar o índice de uso do OpenOffice. Todavia, o programa está presente nas mais populares distribuições de Linux, inclusive o Ubuntu, e é claramente a alternativa mais famosa ao Office da Microsoft.

Mas o que isso significa para os clientes corporativos que usam o OpenOffice? Terão eles que procurar outra opção?

Se há vontade, há um rumo
Seria uma decisão prematura. Embora eu acredite que a Oracle irá priorizar a tecnologia do StarOffice, que pode lhe garantir maior renda, em detrimento desenvolvimento do OpenOffice, isso não quer dizer que o software desaparecerá.

Um dos melhores aspectos no mundo livre do open source é que onde existe uma comunidade de desenvolvedores e usuários dispostos a manter viva uma tecnologia, isso será feito – e você pode apostar que muitos estão trabalhando neste momento.

No caso do OpenOffice, o código continua aberto para quem desejar baixá-lo, dando nova vida ao programa. Algo em torno de 450 mil pessoas já contribuíram com a suíte, portanto, são muitos os usuários com capacidade e vontade para manter sua evolução e manutenção.

A Oracle pode ter decidido que o lucro é tudo, mas os milhões de usuários de softwares de código aberto não dependem de sua boa vontade. O OpenOffice é, simplesmente, muito grande e popular para morrer; é chegado a hora de declarar sua independência.

A pergunta que fica, claro, é se a Oracle aproveitará esse movimento para iniciar mais uma vingança contra a comunidade open source, usando suas patentes como armas.


(Katherine Noyes)
Copyright 2010 Now!Digital Business Ltda. Todos os direitos reservados.
Por PC World/US
Publicada em 24 de agosto de 2010 às 16h58
Atualizada em 24 de agosto de 2010 às 17h21

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Follow Carl Roberson's on WordPress.com
  • Fallow me
  • Linux 20 Anos
  • Ubuntu LTS Trusty Tahr

    Lançamento da versão LTS do Ubuntu20 de abril de 2014
    Ubuntu LTS Trusty Tahr Chegou!!! http://www.ubuntu.com/download/desktop
  • Grafica Livre

  • O que estou lendo agora

  • Na minha estante me aguardando


    Literatura
  • Bookmark and Share
%d blogueiros gostam disto: