Como o Twitter pode ajudar as empresas a vender mais?


A resposta não caberia em um tuíte, mas o vice-presidente de comunicação do Twitter, Sean Garrett, é capaz de explicar.

Você se lembra da sigla TGIF? Então se recorda de que ela costumava significar Thanks God It’s Friday (graças a deus é sexta-feira), não? Pois é. Isso mudou – na verdade, acaba de mudar. De agora em diante, TGIF significa “Twitter, Google, iPhone e Facebook”. É um reflexo do impacto exercido pelas mídias sociais no cotidiano; às empresas cabe encontrar o caminho para converter esse impacto em favor dos negócios. Em um tweet: marketing digital é inevitável para os negócios; marketing digital é inevitável para os negócios da atualidade.

Após o lançamento do iPhone na Coréia do Sul, a exploração das mídias sócias se tornou imprescindível para o segmento de marketing coreano. Atentos para essa realidade, a filial do IDG daquele país vai realizar, em 1.ºde julho, a Digital Marketing Conference 2010. O vice-presidente de comunicação do Twitter, Sean Garrett, irá revelar de que maneira o microblog é usado por empresas na captura por fatias de mercado cada vez maiores.

Em entrevista ao IDG, Garrett diz que o Twitter é uma ferramenta poderosa na busca por consumidores e essa aplicabilidade não se resume à interface B2C (Business to Customer – de fornecedor para cliente), mas, inclusive, nas relações B2B (Business to Business – relação entre empresas).

IDG Coreia do Sul – Mesmo no atual momento, ainda existe um contingente enorme de pessoas que não faz ideia do que vem a ser o Twitter. Pode explicar?

Sean Garrett – O Twitter é uma rede de informações em tempo real abastecida por internautas e que permite às pessoas saber o que está acontecendo neste exato momento.

É uma ferramenta simples que pode ajudar muito na conexão entre empresas e um público altamente selecionado e em um ritmo ”em cima da hora”. Organizações de todos os tamanhos podem aderir ao Twitter e ficar conectados com os consumidores. É uma boa maneira de distribuir informações sobre a empresa, possibilita a realização de ações de inteligência de mercado e permite sentir o eco, o efeito das ações de maneira imediata. Construir relacionamento com clientes, com parceiros e com outras entidades interessadas na empresa. Via Twitter, os consumidores podem informar sobre a satisfação ou sobre a decepção que tiveram com um produto comprado ou com um serviço contratado.

IDG – Quantos usuários o Twitter tem hoje em dia? Existe uma maneira de aferir qualitativamente e quantitativamente o conteúdo em tempo real circulante na rede? Vocês dispõem de ferramentas para medir a qualidade do que circula?

SG – Atualmente o serviço tem 125 milhões de usuários registrados e o volume de tweets é de 65 milhões por dia. O controle de qualidade fica a cargo do usuário. É ele quem decide se vai ou não receber atualizações de determinado canal, ou não.

IDG – Profissionais de marketing estão acordando para o Twitter. Você pode citar alguns casos de uso bem sucedido dessa ferramenta?

SG – Existem, literalmente, milhares de exemplos do uso bem sucedido da ferramenta. Uma delas é a empresa aérea norte-americana Jet-Blue. Em meio a um cenário de recessão e de um padrão de relacionamento péssimo entre linhas aéreas e os clientes, a Jet-Blue conseguiu construir uma fortaleza de relacionamento e fortaleceu a marca de maneira absolutamente fabulosa. E o Twitter teve um papel fundamental nessa história. A Jet-Blue tem mais de um milhão de seguidores no Twitter e usa a plataforma para ouvir melhor os clientes, ao mesmo tempo em que potencializa campanhas tradicionais da marca e habilita os clientes a advogar em favor da empresa. O resultado disso é que a Jet-Blue é a empresa com maior volume de “moeda corrente social”, quando comparada a outra empresa norte-americana.

O Dell Outlet (ponta de estoque) é outro bom exemplo de uso do Twitter. A Dell Outlet é responsável por livrar-se de equipamento recondicionado e o seu papel é vender esse estoque com o máximo de velocidade possível. Como agilidade é o item mais importante para a empresa nessa hora, eles não têm tempo de contratar uma agência que desenvolva a campanha para cada lote de máquinas e equipamentos. No lugar disso, ela lança mão de outros recursos, como e-mail marketing, anúncios pagos, SEO e links patrocinados como formas de aumentar a evidência da marca e impulsionar as vendas. A Dell está constantemente à procura de meios inovadores para melhorar a visibilidade da marca.

A ponta de estoque realizou campanhas no Twitter, em que distribuía cupons promocionais na rede. Se tiveram sucesso? E como. As mensagens com os cupons eram retransmitidas em massa, anunciadas em site de descontos e ajudaram a introduzir a marca no dia-a-dia das pessoas. Certamente vários milhões de dólares na conta da Dell são atribuídos à campanha deles no Twitter.

Atualmente a Dell mantém mais de 80 contas no Twitter. Entre estas cito a @dellhomeoffers  – voltada para a venda de sistemas de diversas naturezas para o público da região da Ásia e do Pacífico. A adesão da empresa ao Twitter é grande. Eles encorajam os funcionários a usar o site e o canal de mensagens privadas (mensagens diretas) é largamente usado por departamentos diferentes da empresa.

IDG – A maioria das empresas aplica técnicas de marketing em ações B2C. Como você avalia o uso do Twitter em ações B2B?

SG – O jornal The New York Times recentemente escreveu sobre o sucesso do uso do Twitter pela empresa de telefonia Avaya. No artigo, o Times descreve como a Avaya usa o recurso de Feedback dos consumidores. Com base em um único Tweet, a empresa foi capaz de gerar um quarto de milhão de dólares em negócios.

IDG – Como as empresas e os clientes encaram os Tweets patrocinados? Poderia citar alguns resultados obtidos pelas empresas que investem nisso?

SG – Ainda estamos engatinhando no assunto de Tweets patrocinados e temos seis marcas usando o serviço. Mas alguns sinais de sucesso começam a aparecer. Entre esses eu posso citar a companhia aérea Virgin, que deu início a uma campanha e no dia em que estreou comercializaram o quinto maior volume em passagens da história da companhia.

IDG – Pelo que dizem, vocês têm outras ações em mente para tornar o negócio de Tweets patrocinados mais atraente aos olhos dos anunciantes. Que ferramentas são essas?

SG – Queremos implantar uma solução parecida com o Analytics (ferramenta de mensuração de tráfego na internet), verificação simplificada de contas e outras ferramentas poderosas para uso corporativo – mas, espere. Logo, logo vamos anunciar tudo.

IDG – Muitas pessoas criticam o modelo de negócios do Twitter. Como é? O que pretendem fazer para ganhar dinheiro?

SG – Olhe, o Tweet patrocinado é um passo em direção ao lucro, e estamos cuidando desse recurso com muita atenção. No momento, queremos expandir a base de usuários, crescer. Esse crescimento vai se dar com base na experiência que podemos oferecer aos usuários, experiência boa, que gere satisfação no uso do Twitter. Essa satisfação vai se transformar em lucro, não tenho dúvida disso.


(Hyuna Kim)
Copyright 2010 Now!Digital Business Ltda. Todos os direitos reservados.

Por IDG News Service/Coreia do Sul

Publicada em 23 de junho de 2010 às 08h05

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Follow Carl Roberson's on WordPress.com
  • Fallow me
  • Linux 20 Anos
  • Ubuntu LTS Trusty Tahr

    Lançamento da versão LTS do Ubuntu20 de abril de 2014
    Ubuntu LTS Trusty Tahr Chegou!!! http://www.ubuntu.com/download/desktop
  • Grafica Livre

  • O que estou lendo agora

  • Na minha estante me aguardando


    Literatura
  • Bookmark and Share
%d blogueiros gostam disto: