Saiu na Istoé Dinheiro: O chapéu é vermelho, mas o resultado, azul


Red Hat cresce a uma taxa anual de 80% aproveitando a expansão do software livre no mercado brasileiro.

“Escolhemos o software livre e vamos com ele até o fim”

Em meio à poeira de gesso e ao cheiro de obra na sede da Red Hat, localizada na avenida Faria Lima, em São Paulo, o argentino Alejandro Chocolat, diretor-geral da empresa no Brasil, se sente pouco à vontade em uma típica cadeira de escritório. Agitado, o executivo prefere caminhar pela sala, enquanto apresenta as principais ofertas da companhia. Sua aparente inquietação demonstra alguém ávido por trabalho, como se cada segundo perdido atrás de uma mesa significasse um contrato a menos assinado.

red hat

A ansiedade não é injustificada. Desde que chegou ao País, a Red Hat não para de crescer, em 2006, eram apenas 14 funcionários, atualmente, a empresa já passa dos 100, número que deve chegar a 130 em janeiro. O escritório está em fase final de reforma e vai dobrar de tamanho. A receita também cresce a uma taxa anual de 80%. O faturamento global aumentou 11% nos seis primeiros meses do ano, atingindo US$ 358 milhões. O lucro de US$ 45,45 milhões é 23,5% maior que o resultado anterior.

Dois fatores ajudam a explicar o bom desempenho da empresa. Mais conhecida pelo Fedora, sua versão do Linux, o sistema operacional de código aberto que surgiu nos anos 80 como uma alternativa grátis para o Windows, da Microsoft, a Red Hat abriu o leque de soluções e passou a oferecer uma gama maior de produtos. E há o fator Brasil. O País, desde o início da gestão do presidente Lula, sempre apoiou o software livre. Não é à toa que 30% do faturamento vêm justamente de contratos com o governo.

“Como Cortés, que ao desembarcar no México queimou seus navios para não ter possibilidade de voltar, escolhemos o código aberto e vamos até o fim”, afirma Chocolat, fazendo referência a Hernán Cortés, explorador espanhol que conquistou o Império Azteca no século XVI. A decisão tem, até agora, se mostrado acertada.

Segundo dados da consultoria de tecnologia IDC, as vendas globais desse tipo de sistema e de serviços relacionados devem crescer a uma taxa anual de 22% até 2013. A previsão é de que este mercado alcance mais de US$ 8 bilhões nos próximos quatro anos. Considerando apenas o sistema operacional Linux, o crescimento em receita deve ser de 16,4% até 2013. Em dois anos, o software vai ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão em faturamento.

Matéria na íntegra.

Red Hat na NASDAQ

Anúncios

,

  1. Trackback

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Follow Carl Roberson's on WordPress.com
  • Fallow me
  • Linux 20 Anos
  • Ubuntu LTS Trusty Tahr

    Lançamento da versão LTS do Ubuntu20 de abril de 2014
    Ubuntu LTS Trusty Tahr Chegou!!! http://www.ubuntu.com/download/desktop
  • Grafica Livre

  • O que estou lendo agora

  • Na minha estante me aguardando


    Literatura
  • Bookmark and Share
%d blogueiros gostam disto: